Jolicloud OS 1.2

Este é um Sistema operacional* voltado à nuvem. É destinado a netbooks e à restauração de computadores antigos que já não suportam mais rodar as versões recentes do Linux, Windows e etc.

Como todos os aplicativos são voltados a este fim, você não encontrará inicialmente nada instalado nativamente**, somente apps da web, tais como Google Docs, Windows Live Office entre tantos outros. A variedade é grande, mas a necessidade de se permanecer 100% conectado pode ser um ponto negativo.

* É uma distribuição Linux baseada no Ubuntu.

**Há a opção de fazer instalações locais.

Continuar lendo

Dando uma olhada no Meego 1.2

Área de trabalho do Meego

Após ver esta notícia no site Br-Linux, resolvi dar uma olhada no Meego. Fui no seu site oficial, baixei a imagem da versão 1.2 e criei um live USB para testar.

Meego é uma distribuição Linux baseada no Fedora, oriundo da fusão entre o Maemo da Nokia e o Moblin da Linux Fundation. Hoje seu desenvolvimento encontra parcerias como a Intel, que pretende continuar no barco mesmo no caso de a Nokia abandoná-lo.

Continuar lendo

Upgrade do openSUSE 11.3 para o 11.4

Olá, pessoal. Acabei de fazer o upgrade do openSUSE 11.3 para o 11.4, e para tanto utilizei o bom e velho terminal para a tarefa 😀

Apesar de parecer não é uma tarefa difícil, e a gente já até abordou isso aqui no passado. Mas para tornar a vida ainda mais fácil, resolvi fazer um bash script para isso. Então o 1º passo é baixar o script aqui. Caso tenha alguma dúvida de como ele funciona não deixe de dar uma olha no código, abrindo-o com algum editor de texto como o Gedit. Também modifique-o para acrescentar ou retirar os repositórios a gosto.

Continuar lendo

Lançado o openSUSE 11.4

Clique nesta imagem para baixar

Olá, pessoal. Como todos vocês já devem saber, o openSUSE 11.4 foi lançado hoje e os destaques deste lançamento você pode conferir aqui.

Para obter a versão 11.4 você pode optar por baixar as versões live CD com KDE ou Gnome, uma versão para instalação completa em DVD (recomendável para instalação em vários PCs). Os live CDs são indicados para aqueles que querem dar uma olhada geral no sistema antes da instalação, eles já vem com uma ampla gama de pacotes que possibilitam uma instalação completamente utilizável (outros programas podem ser instalados pelo Yast).

Já o DVD não possibilita uma visão inicial, mas permite a instalação de vários pacotes de uma vez só, pacotes estes que podem não estar inclusos na versão live. Mas no final, é apenas uma questão de fazer mais downloads no começo (baixando o DVD) ou no final (baixando o live CD).

openSUSE é uma boa distro, de fácil uso e instalação. Dê uma chance a ela e veja que existe vida além do Ubuntu 😉

Debian com sabor de Menta!

Foi anunciado semana passada uma nova versão do Linux Mint. Para os que ainda não conhecem, o Linux Mint é uma distribuição baseada no Ubuntu que vem ganhando notoriedade nos últimos anos, seus usuários chegam a afirmar que o Mint é um Ubuntu melhor que o próprio Ubuntu. Dentre as customizações encontramos: um tema mais clean e elegante, codecs de multimídia instalados, plugins proprietários como o flash, um instalador próprio e o Mint Menu (um menu diferente do tradicional do Gnome, mais parecido com o do openSUSE, só que mais prático e funcional).

A quantidade de fãs dessa distro cresceu tanto que ela já configura em terceiro lugar nas estatísticas do DistroWatch. Sendo assim,  para agradar aos mais diferentes gostos foram criados novos “sabores” do Mint, incluindo os mais utilizados gerenciadores de janelas e ambientes gráficos como KDE, XFCE, Fluxbox e LXDE. Só que o pessoal de lá parece não achar que tem trabalho suficiente, então resolveram criar mais uma versão, desta vez realmente diferenciada pois vem com as palavras mágicas ROLLING RELEASE. Uma rolling release é uma distribuição em que você só precisa instalar apenas uma vezes e ela estará sempre tendo seus pacotes atualizados, assim vocẽ não precisa fazer um upgrade ou reinstalar tudo a cada novo lançamento, até porquẽ não há lançamentos 🙂

Continuar lendo

O Big Linux – Um Linux em busca da perfeição

O Big Linux é uma distribuição brasileira que se auto-proclama “em busca do sistema perfeito”. Apesar da frase parecer egocêntrica à primeira vista, na verdade ela traduz a intensão que os desenvolvedores têm de deixar o sistema o mais “pronto” possível para o usuário final. Ou seja, com tudo o que o usuário necessita já instalado e configurado, para que uma vez na máquina a sua única preocupação seja utilizar o sistema e nada mais. Ela é desenvolvida por Bruno Gonçalves (o Big Bruno), e procura manter seu caixa com base no site de busca Big Busca, além da venda de CDs.

Com a morte do Kurumin, muitos de seus utilizadores migraram para o Big, em parte por causa de declarações do próprio Carlos E. Morimoto (criador do Kurumin) de que o Big Linux seria a distro mais próxima da filosofia proposta e seguida pelo Kurumin. Na época a versão disponível do Big era a 4.2, baseada no Ubuntu 8.04 e ainda é a atual versão estável do Big Linx. Tal hiato de lançamento de uma nova versão fez surgir rumores de que o projeto estaria morrendo e logo logo entraria para longa lista da distribuições descontinuadas. Mas contra esses rumores, no fórum da distro, podemos ver certa movimentação. O que mostra que, apesar da demora, há a intensão de se lançar a versão 5.0 em breve.

Como a versão 5.0 ainda está em estado beta, nesse post vou apresentar a instalação e uso da versão estável 4.2,.

Continuar lendo